Prefeitura Municipal de Salvador

Programação especial marca Semana da Criança nas bibliotecas municipais

Fotos: Jefferson Peixoto/Secom e Valter Pontes/Secom

 

A leitura faz sonhar e cada história é uma aventura na mente da criança, estimulando emoções e transmitindo valores morais, lições de vida e criando um círculo virtuoso na vida dos pequenos. É neste contexto que a Fundação Gregório de Matos (FGM), por meio da Gerência de Bibliotecas e Promoção do Livro e Leitura, promove uma programação especial para o Dia das Crianças nas bibliotecas municipais.

Na Biblioteca Edgard Santos, na Ribeira, será realizada uma série de atividades, com o objetivo de fomentar a leitura e de inserir as crianças no rico universo dos livros. Uma delas ocorrerá às 14h desta sexta-feira (8), com a contação da história do livro “Flora, faça florir!”, da escritora Janete Marques. A obra aborda temas como empatia, sororidade e ancestralidade.

A apresentação será da mediadora de leitura Catarina Assis, fundadora e gestora do Instituto Educar - Espaço de Leitura, Mediação e Formação de Leitor, cujo coral participa da interpretação das aventuras da menina Flora. No fim da atividade haverá uma intervenção artística, que será exposta em um mural coletivo. Devido aos protocolos sanitários de prevenção à Covid-19, a atividade, que é gratuita, está restrita a um público de 20 pessoas.

Também nesta sexta-feira (8), às 14h30, será realizado o Café com Autores, que traz um bate-papo com Lorena Ribeiro (@passosentrelinhas) e Deko Lipe (@primeiraorelha). Será o primeiro encontro em comemoração ao aniversário de um ano da Biblioteca Denise Tavares, na Liberdade. Devido à pandemia, o evento será híbrido, com 15 pessoas presenciais, seguindo os protocolos contra Covid-19, e transmissão pelo Instagram da biblioteca

Próxima semana – Na próxima quarta-feira (13), às 10h, a Biblioteca Edgar Santos receberá a contação da história do livro “Anjinho Jojó”. A atividade terá 15 alunos, da Escola Aprendendo a Aprender.

Motivação e referências – Durante a pandemia, as bibliotecas municipais não interromperam suas atividades, garantindo atendimento por e-mail, ações culturais pelas redes sociais. “Neste mês, em especial, foi pedido a cada coordenador que realizasse uma ação pontual, visando comemorar o mês da criança. Dessa forma, foi preparada uma programação diferenciada", explica Jane Palma, gerente de Bibliotecas, Livro e Leitura da FGM.

Ainda segundo Jane Palma, a importância da leitura pode ser observada em adultos, que ainda utilizam referências leituras da infância para tratar de situações atuais. "Quantos não lembram e fazem analogias com o conteúdo de 'O Pequeno Príncipe', ou, quando alguém está nas nuvens, distante da realidade, não diz que essa é pessoa é uma 'Polyanna'? Ou seja, a referência de leitura na infância segue para a vida toda", explica.

De acordo com a gestora, por esta razão, dentro da política pública de leitura adotada pela FGM, é trabalhado cada vez mais o universo da cultura e das civilizações, dentro do contexto da linguagem infantil.