Prefeitura Municipal de Salvador

São Roque e São Lázaro: Expressões do Sagrado é o tema da próxima edição do Patrimônio É…

São Roque e São Lázaro: Expressões do Sagrado é o tema da próxima edição do Patrimônio É…

 

A Prefeitura de Salvador, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), traz São Roque e São Lázaro: Expressões do Sagrado como tema para a roda de conversa Patrimônio É... da próxima terça-feira (04), às 18h, no Espaço Cultural da Barroquinha.

Enquanto para alguns, São Roque e São Lázaro, para outros, Omolú e Obaluaê. Independente da ligação religiosa ou como são conhecidos, se como santos ou orixás, a fé nessas entidades arrasta, a cada ano, milhares de pessoas à espera de suas bênçãos de cura e purificação, para as enfermidades físicas e espirituais.

E, para falar desse tema, dentre dos vieses religioso, ecumênico e acadêmico, a Gerência de Patrimônio Cultural (GEPAC), da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador, contará com a presença do Padre Cristóvão, pároco da Igreja de São lazaro e São Roque, da Egbomi do Terreiro do Cobre, Lindinalva Barbosa e da arquiteta e urbanista Mabel Zambuzzi, docente das disciplinas de Projeto de Arquitetura e Urbanismo e Patrimônio e Restauro do curso de Arquitetura e Urbanismo na UNIFACS - Universidade Salvador. A mediação fica por conta de Edvard Passos, arquiteto, encenador e dramaturgo.

Parceria Unifacs

A GEPAC, vinculada à Diretoria de Patrimônio e Humanidades da FGM, firmou parceria com a UNIFACS - Universidade Salvador Laureate Internacional Universities, a fim de promover o intercâmbio de conhecimentos, experiências didáticas e informações na área de Ensino, Pesquisa, Desenvolvimento e Extensão, dos cursos de Arquitetura, Jornalismo e Engenharia. Durante todo o ano de 2019 os alunos terão cadeiras garantidas em todas as edições do “Patrimônio é… 2019”.

Patrimônio É...

Projeto do Salvador Memória Viva, programa de atividades de proteção e estímulo à preservação dos bens materiais e imateriais do município, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador, que aborda a questão do patrimônio cultural em diálogo com a história, memória, arquitetura, espaço público, educação, gestão e economia da cultura. Além de manter uma pauta fixa mensal para o tema, promove a educação patrimonial, colabora no direcionamento das ações dos institutos de tombamento e registro, bem como das instâncias de salvaguarda, e instrumentaliza a política municipal para atuar na valorização da memória histórica da cidade. Ao todo, serão oito encontros em 2019.

Salvador Memória Viva

O Programa Salvador Memória Viva, da Gerência de Patrimônio Cultural da FGM, objetiva promover ações voltadas à preservação do patrimônio cultural da nossa cidade, prevendo a recuperação de monumentos públicos, reforma dos equipamentos culturais administrados pela Fundação, além da aplicação de políticas de proteção legal a bens materiais e imateriais e atividades de educação patrimonial. O programa pretende ampliar o entendimento do cidadão, acerca dos valores que conformam sua identidade, tornando-o um parceiro no processo de salvaguarda de elementos de referência da paisagem cultural e da memória local.

SERVIÇO

O quê: Roda de conversa de educação patrimonial Patrimônio É… com tema São Roque e São Lázaro: Expressões do Sagrado

Quando: 04/06, às 18h

Onde: Espaço Cultural da Barroquinha

GRATUITO

Sobre os expositores e mediador:

Mabel Zambuzzi – Arquiteta e Urbanista, graduada na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia, Mestre em Arquitetura e Urbanismo na área de concentração em Conservação e Restauro, titulo obtido através do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFBA. Em 2004 foi técnica do Programa MONUMENTA/IPHAN na Cidade de Cachoeira-BA, entre 2005 e 2007 foi Chefe de Escritório técnico do IPHAN na cidade de Rio de Contas Bahia. Hoje é docente do curso de Arquitetura e Urbanismo na UNIFACS - Universidade Salvador com as disciplinas de Projeto de Arquitetura e Urbanismo e Patrimônio e Restauro.

Padre Cristóvão – Missionário Redentorista nascido na Polônia. Formado em Filosofia no Seminário dos Redentoristas em Cracóvia. Terminou Teologia na Faculdade de São Bento da Bahia. Atualmente trabalha na Igreja de São lazaro e São Roque.

 

Lindinalva Barbosa – É educadora, ativista dos movimentos sociais  e Omorixá Oyá e Egbomi do Terreiro do Cobre. Possui Graduação em Licenciatura Plena em Letras pela Universidade Católica do Salvador (2002); e Mestrado em Estudo de Linguagens pelo Depto. de Ciências Humanas/Universidade do Estado da Bahia (2009). Atualmente integra o quadro Técnico-Administrativo da Universidade Federal da Bahia. Possui experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura, atuando principalmente nos seguintes temas: Literatura Negra - Religiões de Matriz Africana - História e Cultura Afro-Brasileira.Registra atuação como militante política em organizações do Movimento Negro e Movimento de Mulheres Negras, desde 1986; e como educadora vinculada a programas de educação focados na população negra, desde 1995. Também possui atuação na área de práticas e estudos sobre raça, gênero e religiões de matriz africana.