Prefeitura Municipal de Salvador

Última edição de 2018, Patrimônio É... traz o tema Gastronomia: Patrimônio à mesa

 

Última edição de 2018, Patrimônio É... traz o tema Gastronomia: Patrimônio à mesa

Quando se fala em gastronomia, se pensa logo em... comida! Sim, vamos falar de comida! Vamos falar de comida enquanto patrimônio cultural! Alguns lugares são conhecidos ou reconhecidos pela sua identidade gastronômica e, quem nunca viajou ou, ao menos, teve vontade de viajar, para provar aquele prato específico de determinada região?

E, pensando nisso, agora em dezembro, onde Salvador começa o mês com cheirinho e sabor do caruru de Santa Bárbara e fecha com as delícias das festividades de final de ano, que na próxima terça (11), às 18h, no Espaço Cultural da Barroquinha, acontece a última edição do Patrimônio É... 2018, saindo do forno, fresquinho, para servir o tema Gastronomia: Patrimônio à mesa.

A roda de conversa vai contar com a participação do Piri (Jailton Fernandes), Mestre em formação de jovens para gastronomia, já passou pela cozinha de grandes restaurantes de Salvador como o do Yatch Clube, Chez Bernard e proprietário do Boteco do Piri e tem como especialidade a “cozinha livre”, com iguarias do sertão com frutos; de Vilson Caetano, Doutor em Ciências sociais pela PUC-Sp, Pós-doutor em Antropologia pela UNESP, Professor da Escola de Nutrição da Ufba, que vem desenvolvendo pesquisas na área de Antropologia das populações afro brasileiras, alimentação e cultura; e Leila Carreiro, dona do restaurante Dona Mariquita, que tem como proposta resgatar as comidas típicas regionais servidas nas feiras livres da Bahia, comida de rua, comida de raiz, promovendo uma verdadeira viagem às nossas origens. O restaurante trabalha com a “cozinha patrimonial”, onde resgata receitas e ingredientes originais, trazendo do recôncavo da Bahia os mariscos, sementes e folhas, mesclando as influências indígenas, africana e sertaneja na busca ao verdadeiro sabor da nossa história. A mediação fica por conta de Dalton Soares, repórter da TV Bahia, apresentador do quadro Panela de Bairro.

Patrimônio É...

Projeto do Salvador Memória Viva, programa de atividades de proteção e estímulo à preservação dos bens materiais e imateriais do município, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador, que aborda a questão do patrimônio cultural em diálogo com a história, memória, arquitetura, espaço público, educação, gestão e economia da cultura. Além de manter uma pauta fixa mensal para o tema, promove a educação patrimonial, colabora no direcionamento das ações dos institutos de tombamento e registro, bem como das instâncias de salvaguarda, e instrumentaliza a política municipal para atuar na valorização da memória histórica da cidade. Ao todo, serão dez encontros em 2018, com emissão de certificado ao final, para quem participar de, pelo menos, 70% das rodas de conversa.

Salvador Memória Viva

O Programa Salvador Memória Viva, da Gerência de Patrimônio Cultural da FGM, objetiva promover ações voltadas à preservação do patrimônio cultural da nossa cidade, prevendo a recuperação de monumentos públicos, reforma dos equipamentos culturais administrados pela Fundação, além da aplicação de políticas de proteção legal a bens materiais e imateriais e atividades de educação patrimonial. O programa pretende ampliar o entendimento do cidadão, acerca dos valores que conformam sua identidade, tornando-o um parceiro no processo de salvaguarda de elementos de referência da paisagem cultural e da memória local.

SERVIÇO

O que: Patrimônio É... Gastronomia: Patrimônio à mesa. A roda de conversa vai contar com a participação de Piri (Jailton Fernandes – Boteco do Piri), Vilson Caetano, Doutor em Ciências sociais pela PUC-Sp, Pós-doutor em Antropologia pela UNESP, Professor da Escola de Nutrição da Ufba, que vem desenvolvendo pesquisas na área de Antropologia das populações afro brasileiras, alimentação e cultura; e Leila Carreiro, proprietária do restaurante Dona Mariquita, que tem como proposta resgatar as comidas típicas regionais servidas nas feiras livres da Bahia, comida de rua, comida de raiz, promovendo uma verdadeira viagem às nossas origens. O restaurante trabalha com a “cozinha patrimonial”, onde resgata receitas e ingredientes originais, trazendo do recôncavo da Bahia os mariscos, sementes e folhas, mesclando as influências indígenas, africana e sertaneja na busca ao verdadeiro sabor da nossa história. A mediação fica por conta de Dalton Soares, repórter da TV Bahia, apresentador do quadro Panela de Bairro.

Quando: 11/12, às 18h

Onde: Espaço Cultural da Barroquinha

 

GRATUITO